Atitocou é uma marca de joias feitas à partir do coco da piaçava (Attalea funifera), papeis e metais não ferrosos, como prata e cobre reciclados.


No ateliê localizado em Ilhéus, Sul da Bahia, Carla de Carvalho e Maíra Rodrigues realizam desde a fundição dos metais, até o processamento do coco e todas peças são feitas à mão do início ao fim.


A proposta é explorar novos materiais dentro do conceito da joalheria contemporânea, buscando uma intersecção entre as linguagens das artes plásticas, do design e do artesanato.


Carla de Carvalho: artista plástica e joalheira.

Maíra Rodrigues: Designer de joias.


Carla de Carvalho, artista plástica desde 1980, começou sua pesquisa com a palmeira piaçava em 1983, mesmo período em que se mudou de São Paulo para a cidade de Ilhéus (Bahia). Participou de salões regionais e de exposição coletiva no MAM-BA . Na década de 90 aprofundou-se nos conceitos de arte aplicada o que a conduziu a expor seus primeiros trabalhos no MASP (1998), nos anos seguintes na Pinacoteca do Estado de São Paulo e em importantes mostras de design nacionais e internacionais. Em busca de novos materiais, como metais não ferrosos, iniciou um curso no SENAI de Salvador, onde se encantou com o universo da joalheria.


Atitocou nasce em 2013, fruto da parceria entre Carla e sua filha Maíra Rodrigues, a qual cresceu sobre a forte influência artística proporcionada por sua mãe.


Maíra iniciou seus estudos em 2012, no Istituto Europeo di Design (São Paulo) onde foi contemplada como bolsista em um concurso.Em 2014 foi premiada por desenvolver o melhor trabalho de conclusão de curso em design de joias da instituição.


Desde então já participaram de diversas feiras, entre elas Paralela Gift, Brasil EcoFashion Week e Brazil Jewelry Weekend; exposições, Colares no Museu A Casa – museu do objeto brasileiro, Broches na Casa de Pedra – Atelier Mourão (RJ), JOYA (Espanha) entre outras. Foram finalistas do 6º Prêmio do Objeto Brasileiro em 2019 com o colar “Peixe”.